quarta-feira, 9 de março de 2016

Anatel divulga novas medidas para combater roubo e furto de celulares

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou novas medidas para combater o furto e o roubo de celulares no Brasil. A partir de agora, as pessoas poderão bloquear, em todo o País, celulares perdidos, extraviados ou roubados informando à operadora o número da linha. Não haverá necessidade de fornecer o IMEI. Outra novidade é a possibilidade de o usuário dar início ao processo de bloqueio do aparelho na delegacia de polícia, no momento do registro da ocorrência.

Lojistas e transportadores também poderão dar início ao processo de bloqueio nas delegacias para impedir a utilização indevida de grandes quantidades de celulares novos furtados ou roubados. Neste caso, porém, é preciso informar os IMEIs dos aparelhos constantes nas notas fiscais - isso porque os telefones novos não estão habilitados junto às prestadoras, e, portanto, ainda não possuem números de linha para uso.

"O objetivo das medidas é eliminar a utilidade dos celulares furtados e roubados, o que certamente contribuirá para inibir crimes contra pessoas, estabelecimentos comerciais e veículos de transporte de carga", disse o presidente da Anatel, João Rezende, durante a entrevista coletiva sobre as inovações.

Atualmente, o Brasil registra cerca de 6,5 milhões de celulares impedidos de serem utilizados no Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (Cemi). Os dados compõem uma base de dados internacional, que soma aproximadamente R$ 30 milhões de aparelhos bloqueados de 44 países.

Fonte: Anatel