sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Blackfraude? O Brasil não está sozinho, lojas de Portugal são acusadas de ter inflacionado os preços

A associação para a defesa dos consumidores (DECO) de Portugal, depois de receber varias queixas de consumidores sobre o aumento dos preços de produtos em vésperas da Brack Friday 2015, a associação analisou 1862 produtos nas lojas online: Box Jumbo, El Corte Inglés, Fnac, Phone House, Radio Popular, Staples e Worten. 

De acordo com a pesquisa que foi realizado antes e depois dos descontos, os preços no dia da Black Friday eram superiores aos praticados 10 dias anteriores nas empresas Worten, Radio Popular, Fnac, El Corte Inglés e na Phone House, onde o desconto era mais baixo do que o real. Essa prática viola a Lei do Consumidor, pois ao comprar um produto pensando que está mais barato, que na verdade, não está. Das 7 empresas pesquisas, apenas duas não teve irregularidades, a Box Jumbo e a Staples 

Aqui no Brasil as queixas dos consumidores são comuns no PROCON, as lojas inflam os preços dias antes  e no dia do evento acontece o desconto, que na verdade, não existe promoção e o consumidor acaba por levar um produto mais caro do que praticado em dias anteriores.

Se você vai comprar algum produto, pesquise em varias lojas em busca do menor preço, consulte o site Reclame AQUI  sobre os problemas e as soluções da loja e também no site E-bit para conhecer a reputação da loja, segundo os consumidores. Fique de Olho! 

Com informações via DECO